noticias.jpg

Furto de senhas lidera ameaças à segurança na América Latina

A fornecedora de soluções de segurança ESET acaba de publicar o relatório mensal sobre as principais ameaças à segurança da informação na América Latina identificadas no mês de julho. No período, os destaques foram os ataques voltados a furtar as senhas das contas do Yahoo! Voices e Formspring, além do Dorkbot – código malicioso reportado recentemente pela ESET -, que funciona por meio de uma rede botnet, composta por computadores infectados por códigos maliciosos acionados por um cibercriminoso e que passa a executar programas maliciosos em outros computadores.

O primeiro caso reportado foi o Yahoo!Voices, o serviço do Yahoo que agrega conteúdo publicado pelos usuários teve mais de 450 mil senhas roubadas e divulgadas na internet em um arquivo de texto plano. O grupo responsável pelo ataque, denominado D33Ds Company, desmente ter fins maliciosos e assegura que a ação foi somente uma advertência para que a empresa corrija suas vulnerabilidades de segurança.

Já o Formspring, uma rede social de perguntas e respostas, sofreu um ataque que acarretou na perda de aproximadamente 420 mil senhas. Como medida de segurança a empresa anunciou que todos os usuários deveriam trocar a senha cadastrada ao voltar a usar o serviço.

Ainda no relatório sobre as principais ameaças identificadas no mês de julho, os pesquisadores da ESET ressaltam o ataque Dorkbot, código malicioso relatado recentemente pelos especialistas do laboratório da ESET. Ele já recrutou na região da América Latina mais de 81 mil computadores zumbis – utilizados para o envio de spams e para fazer ataques a sites, sem que o dono tenha conhecimento da atividade -, que também tem a capacidade de furtar credenciais de acesso. De acordo com dados analisados pela empresa mais de 1.500 contas de e-mail corporativo foram atingidas pelo software malicioso. O roubo de senhas de e-mails corporativos é um risco potencial para a reputação da empresa afetada, que fica exposta a perda de dados estratégicos do negócio ou a um mau funcionamento da rede corporativa.

Share